Vendas nas livrarias crescem em 2009

Apesar do baixo índice de leitura entre os brasileiros, da crise econômica e até da gripe suína, as livrarias encerraram 2009 com crescimento no faturamento, que variou de 10% a 20% quando comparado a 2008. “Trata-se de um desempenho excelente se considerarmos que o PIB do ano passado vai no máximo empatar”, disse Vitor Tavares, presidente da Associação Nacional das Livrarias (ANL). A entidade divulgou nesta terça-feira crescimento médio de 9,73% para o setor. A Livraria Cultura, com 10 lojas, previa encerrar o ano com um crescimento de 30%. Ainda assim, o desempenho da Cultura foi um dos melhores do setor, com um aumento de quase 20% na receita. Já para a Livrarias Curitiba, o inimigo não foi a crise econômica e sim, a gripe suína. Entre julho e setembro, as vendas caíram cerca de 20%. A paulistana Livraria da Vila, com quatro unidades, cresceu 10%. Já na carioca Travessa, as vendas em lojas comparáveis, registraram um acréscimo de 20%. Com 196 lojas em operação, a Nobel chegou em dezembro com aumento de 12% no faturamento e 15% no número de pontos. Os livros infantis foram os que puxaram as vendas das livrarias no ano passado, segundo pesquisa da ANL. Chama atenção nesse levantamento da entidade, o fraco desempenho das publicações de autoajuda.

Fonte: Beth Koike – Valor Econômico

ABDL

ABDL

Associação Brasileira de Difusão do Livro, fundada em 27 de outubro de 1987 é uma entidade sem fins lucrativos, que congrega o setor chamado porta a porta, ou venda direta (fora internet).

Compartilhar

Usamos cookies para lhe proporcionar a melhor experiência.