Um fundo só para a literatura

Na proposta de modificação da Lei Rouanet que o Ministério da Cultura fará chegar, nos próximos dias, ao Congresso, uma novidade: o governo incluirá a criação de um fundo setorial de literatura. Nos mesmos moldes previstos para outras áreas criativas. Atende, assim, à postulação do aguerrido Movimento Literatura Urgente, que já conseguiu enfiar a expressão “Literatura” em diversas políticas públicas federais.
Com isso, o outro fundo – aquele bancado com as contribuições do mercado editorial – deverá financiar, principalmente, o fomento à leitura, o acesso aos livros e o desenvolvimento da cadeia do livro, além de estudos e pesquisas.

Fonte: Blog do Galeno

ABDL

ABDL

Associação Brasileira de Difusão do Livro, fundada em 27 de outubro de 1987 é uma entidade sem fins lucrativos, que congrega o setor chamado porta a porta, ou venda direta (fora internet).

Compartilhar

Usamos cookies para lhe proporcionar a melhor experiência.